sexta-feira, 28 de setembro de 2012

Frango no forno com batata e tomate

Não tenho jeito nenhum para inventar nomes de receitas, por isso, limito-me a chamá-las pelos nomes dos ingredientes mais sonantes. Este até podia ser: Frango no forno carregado de ervas aromáticas. 

Vi esta receita no canal 24 Kitchen, uma sugestão do Jamie Oliver. É tão, mas tão fácil de preparar, e tão, mas tão saborosa, que se não experimentarem não sabem o que perdem!


Ingredientes: - 1 frango desossado e limpo de pele e gordura; - batatas cozidas (tamanho médio a pequeno mais ou menos 2 por pessoa); - tomate cherry (abuse); - ervas aromáticas a gosto; - sal, pimenta, azeite e vinagre q.b.

Modo de preparação: Coza as batatas em água fervente aproximadamente 15 minutos (espete um garfo para perceber se estão cozinhadas). Cozinhadas as batatas, desligue o lume e coloque os tomates (dê um pequeno golpe em cada um com uma faca) deixando-os por menos de um minuto. Escorra. Reserve as batatas e pele os tomates. Aqueça uma frigideira e deite um fio de azeite. Deite o frango na frigideira aquecida e deixe alourar. Enquanto aloura o frango, ligue o forno a 180ºC. Prepare uma mistura de ervas aromáticas com azeite e vinagre (1 porção de vinagre para 3 de azeite), tempere com sal e pimenta e esmague tudo no pilão. Unte com azeite um pirex de ir ao forno. Deite as batatas (esmague uma a uma com o dedo), os tomates e os pedaços de frango. Acrescente o tempero que preparou anteriormente e envolva muito bem.

Deixe-se deliciar pelo aroma das ervas aromáticas, e perca-se no sabor do tomate e do frango misturado com as batatas.


Esta receita é para repetir, repetir e repetir!

Espero que gostem!

Ten peor coche que tu vecino

Com novo nível de espanhol a começar dentro de uma semana, ando coladíssima à TVE online e por cabo. E ontem, entrevistavam o engenheiro Luis Pita que escreveu um livro sobre comportamento e consumo. Gostei muito dos exemplos que deu e já fui espreitar o seu blogue. Tem dicas muito interessantes. Deixo o link para que possam acompanhar: http://tenpeorcochequetuvecino.com/.








quinta-feira, 27 de setembro de 2012

DIY #1

Além das arrumações, tenho concretizado pequenos projectos que estavam agendados à muito. Como por exemplo, a caixa de madeira que estava em cima da bancada da cozinha. Comprei na loja dos chineses uma lata de spray de tinta branca e umas borrachas para colocar por baixo, protegendo de eventuais derrames de líquidos. Dei duas de-mãos de spray, espaçadas em dois dias, depois de secar lixei para dar um ar meio rústico.

Antes:




Depois:



Assim, necessitar desocupar a bancada, é só retirar a caixa! :)

Espero que gostem!

quarta-feira, 26 de setembro de 2012

Mais arrumações...

Mais um armário que deixou de dar dores de cabeça! O roupeiro, teve direito a nova arrumação. Aproveitei para despachar mais umas peças de roupa. Com a quantidade a diminuir drasticamente, estou a ser forçada a comprar novas peças. E ainda bem, pois bem preciso... Este ano comprei algumas peças, mas sei que tenho de reforçar as alternativas, pois continuam a ser muito limitadas. É o que dá trabalhar em casa, ficamos com a impressão de que qualquer trapinho serve. 

Arrumados os armários, coloquei uma etiqueta anti traças e um para dar um cheirinho:


 

O suporte branco vem só na embalagem anti traças.

Não mostro o antes, pois ultrapassava o caótico! Espero que o depois inspire!

Os dobrados foram separados por camisolas do desporto, casacos do desporto, camisolas de malha mais grossas para andar por casa e camisolas de malha para o trabalho. Dobradas com o apoio de uma folha A4 na horizontal.

 As minhas malhas foram dobradas com a folha A4 na vertical e arrumadas, mais ou menos, por cores.
 Os copos das velas foram usados para separar a maquilhagem e acessórios.

Os brincos alternam entre ficar pendurados ou ficar presos num cartão.


Os vernizes foram arrumados numa caixa take away! É só recortar a tampa.

Não gastei dinheiro, pois tinha o anti traças e o comfort em stock. Passei uma tarde inteira na limpeza e arrumação, mas o resultado final compensou cada segundo de trabalho!

Espero que gostem!

segunda-feira, 24 de setembro de 2012

Arrumações...

Não sou perfeita. Além do mais, existem coisas que vou deixando para depois por N motivos. Alguns óbvios, outros inventados porque dá jeito! Para fechar a porta do armário da entrada tinha de me encostar a ele, forçando a porta para a conseguir fechar. Podem adivinhar o caos. É daqueles sítios onde vou colocando as coisas que andam por aí perdidas, ou que supostamente são pertença deste espaço. Claro que de cada vez que o abria pensava que tinha de deitar mãos à obra, mas adiava sempre. Adiava porque queria comprar umas caixinhas todas pipis para colocar tudo com etiquetazinhas, e porque queria comprar daqueles acessórios que se colocam no varão do armário para aproveitar espaço ficando com "prateleiras" para melhorar a organização e permitir alguma arrumação. Depois de adquirir o que fosse necessário, tratava do armário. Acontece que existem sempre outras despesas, e como esta não via hora de acontecer, não comprei nada e ficou quase perfeito. 

O armário preto de plástico, comprei numa loja de bricolage e permitiu um excelente aproveitamento para uma das primeiras arrumações.

Antes:

Depois:


Espero que tenha servido de inspiração! Este, já não me dá dores de cabeça! :)

quarta-feira, 19 de setembro de 2012

Queijo em azeite

Na semana passada esforcei-me por conseguir chegar ao final da semana com a casa arrumada, evitando passar o fim de semana com a neura. Na segunda limpei a casa toda, o que implicou tratar da limpeza do pó e da lavagem dos vidros. Na sexta, limitei-me a lavar a casa de banho e a aspirar e lavar o chão de toda a casa. Claro que ao longo da semana fui lavando, estendendo e apanhando a roupa. No fim de semana limitei-me a preparar as refeições e preparar o pão. Parece muito organizado, não parece? Pois parece, mas acontece que tenho sempre a sensação que estou sempre a limpar e que está sempre tudo por arrumar. Pode parecer confuso, mas tenho a certeza que me compreendem.

Depois de regressar de férias, visitei o meu tio que me deu uns queijos que havia comprado fazia semanas e que estavam muito duros. Eu aproveitei. Aqui fica a sugestão:

Reduza-o ao seu gosto.



Coloque num frasco com alguns dentes de alho descascados, e uma colher de sobremesa de orégãos. Adicione azeite.



Tem sido uma excelente sugestão para as saladas, sendo que ralamos o queijo e aproveitamos o azeite para tempero.

Espero que gostem!

quinta-feira, 13 de setembro de 2012

Semifrio de natas e pêssego

Pela primeira vez escrevo desde a cozinha! Enquanto oiço o discurso do primeiro ministro, vou mexendo o doce de pêssego que está ao lume, aproveitando ainda para comentar a maravilhosa receita que vi no blog da São (aqui).


Entretanto, aproveito para perguntar se o sr. primeiro-ministro, não percebe que estamos todos, menos ele e o sr. ministro das finanças, contra as novas medidas anunciadas. Sugiro que faça o mesmo que o Socrátes e emigre para França, de preferência, na companhia de toda a classe de corruptos que o acompanham e defendem as suas tristes ideias que, mais não são do que um roubo, em toda a linha, aos bolsos dos portugueses.

Fiz algumas alterações, porque não tinha morangos, e porque tinha apenas duas folhas de gelatina, mas garanto que fico muito saboroso.

Ingredientes:
-> Para o salame: 200 gr de bolacha maria; - 100 gr de chocolate em pó; - 100 gr de manteiga; - 1 gema; - 1 cálice de whisky;
-> Para o creme branco: - 1 folha de gelatina; - 1 pacote de natas; - 100 gr de iogurte natural; - 25 gr de açúcar;
-> Para o topping de fruta: - 200 gr de pêssego (descascado e sem caroço); - 30 gr de açúcar; - 1 folha de gelatina; 
-> Decoração: - coco ralado.

Modo de preparação:
 -> Para o salame: Derreta a manteiga em banho maria. Reduza as bolachas a pedaços. Tendo esfriado ligeiramente a manteiga, acrescente o chocolate em pó e envolva bem. Adicione a gema previamente batida e mexa bem. Acrescente o whisky. Deite o preparado anterior sobre a bolacha e misture bem. Disponha a mistura no fundo de uma forma redonda sem fundo forrada com papel vegetal ou de alumínio. Reserve no frigorífico.
-> Para o creme branco: Coloque a folha da gelatina num recipiente com um pouco de água, durante aproximadamente 10 min. Bata as natas, acrescentando o açúcar aos poucos. Logo que estejam batidas, acrescente o iogurte e envolva-o suavemente. Num tacho coloque a folha da gelatina escorrida e junte duas colheres do preparado das natas, levando ao lume até a gelatina dissolver, Depois de arrefecido junte ao preparado das natas. Deite o preparado anterior sobre o salame e mantenha reservado no frio.
-> Para o topping da fruta: Demolhada a segunda folha de gelatina e escorrida, junte ao pêssego já triturado, adicione o açúcar e leve ao lume até a gelatina dissolver. Deixe arrefecer totalmente antes de dispor esta mistura sobre a das natas.
Antes de servir polvilhe com o coco ralado. O ideal é preparar o doce na véspera de servir. Dá algum trabalho mas, o resultado é divinal,

Para que tenham uma ideia, preparei o salame e fui dar um passeio com a minha mãe. Regressada a casa, preparei o creme branco. Enquanto preparava o jantar fui adiantando o preparado da fruta que ficou a arrefecer e acabou esquecido no fogão tendo-o acrescentado à sobremesa na manhã seguinte. A sobremesa foi basicamente devorada em duas colheradas! Atenção que deve ser consumido com moderação pois como reduzi a quantidade dos cremes, o chocolate por si só é uma bomba.

Obrigada à São pela excelente sugestão! :)

Espero que gostem, pois nós adorámos!

quarta-feira, 12 de setembro de 2012

Lulas recheadas

Num dos dias a seguir a termos regressado de férias, demo-nos conta de um fenómeno que resultou num nevoeiro imenso sobre o rio Tejo. Digam lá se não parece algodão doce!


Esta receita foi inspirada na da revista "Continente Magazine", edição nº6 de Março de 2011. Foi inspirada, porque as diferenças são significativas!


Ingredientes para 2 pessoas: - 10 lulas limpas e sem tentáculos (reserve-os); - 1 cebola grande; - 2 tomate; - 2 dentes de alho; - bacon q.b.; - espinafres q.b.; - 2 dl de caldo de legumes; - sal e azeite q.b.

Modo de preparação: Comece por limpar as lulas e retirar os tentáculos. Estes devem ser cortados finamente e reservados. Prepare o refogado com metade da cebola e o alho e deixe cozinhar até a cebola amolecer. Acrescente o tomate pelado e cortado em pequenos pedaços. Acrescente os tentáculos que reservou e o bacon cortado finamente (pode triturar). Adicione os espinafres cortados. Deixe apurar uns minutos. Com este preparado recheie as lulas e feche-as com um palito. Prepare novo refogado com a outra metade da cebola. Acrescente o outro tomate, igualmente pelado, limpo de sementes e cortado finamente. Adicione as lulas e o caldo. Deixe cozinhar por aproximadamente 10 minutos. Tempere com sal e, se preferir, pode rectificar o tempero com polpa de tomate. Polvilhe com salsa picada. 
Acompanhe com arroz preparado com o resto do recheio, caso sobre. Sirva quentinho.

Espero que gostem!

terça-feira, 11 de setembro de 2012

Das férias de verão...

Foram duas semanas a passear, quase sem descanso, e que foram as melhores férias que tive (até agora!).

Começámos com um casamento em Óbidos, e como não podia deixar de ser, demos um saltinho ao castelo.



Depois, seguiu-se uma semana na Sertã, de novo na praia fluvial do Troviscal. É muito calma, e é o sítio ideal para descansar. Nem sequer tem rede, o que significa silêncio absoluto no que diz respeito a telemóveis a buzinar nos ouvidos!



A surpresa do marido foi visitar Espanha com destino a Madrid. Adorámos a cidade. Estive a um metro da Gioconda. OK, era uma imitação, mas dizem os peritos suspeitar que foi calcada sobre o original por um aprendiz do Leonardo, por isso, para mim, tem cheiro a original. Passeámos sempre a pé, desde o Museu do Prado, ao Rainha Sofia, à Plaza Mayor, à Plaza del Sol, à Gran Via (que pensava eu ser mesmo grande, e aqui perdoem se erro, mas a nossa Av. da Liberdade é muito mais gira!). Fomos ao Valle de Los Caídos. O marido nunca tinha ouvido falar e saiu de lá impressionado, tal como eu que só conhecia de nome. Impressionante era o fresquinho que fazia dentro da basílica, nem apetecia sair. E ainda demos um salto ao Escorial. Aqui, e porque não conseguimos estacionar num sítio com sombra, preferi ficar com o Zeca, pois deixá-lo no carro com o termómetro perto dos 40ºC seria um crime.

(Estátua de Velásquez junto ao Museu do Prado)

(Plaza Mayor)

(Plaza Mayor)

(El Escorial)

(El Escorial)

(Valle de Los Caídos)

Regressámos a casa com uma enorme vontade de repetir a experiência. Passámos três dias e gastámos aproximadamente 600 euros, que incluíram a despesa da gasolina, portagens, dormida, comida e museus. 

Ainda passámos um fim de semana no Porto, com direito a visitar o Gerês. 

Já estou a contar os dias para as próximas férias e, já escolhi o destino!

quarta-feira, 5 de setembro de 2012

Para partilhar

Estou completamente viciada no primeiro filme do "Sexo e a cidade", que tenho visto todos os dias. E, é quando escuto esta música que mais me emociono. Podia ser na parte em que o Big a pede em casamento no fabuloso closet, mas não, é mesmo aqui...