sexta-feira, 26 de abril de 2013

Carapaus grelhados com molho à espanhola

Do 25 de Abril, o que retive foi a liberdade de expressão e o acesso à informação, por conseguinte à formação das pessoas. Tendo nascido depois da data histórica, os medos e tristezas passadas, só mesmo contadas. O triste, é que parece que esses sentimentos estão de volta, por isso, compreendi quando ontem, na televisão, as pessoas mais velhas exigiam novo movimento armado para acabar com esta palhaçada. 1/3 dos portugueses está a passar fome, e se seguimos o exemplo dos nossos vizinhos espanhóis, mais uns meses e está metade da população no desemprego (eles aproximam-se a passos largos dos 30%, é assustador). Para aumentar o nosso desespero, temos um presidente que assume estar do lado do governo, escondendo-se por trás das supostas limitações de um presidente. Não pretendiam alterar a constituição? Pois, eu proponho que alterem o estatuto do presidente. Já agora, o ex-presidente Sampaio não dissolveu (ou despediu, ou lá como se diz) o governo do Santana Lopes? E andava o presidente a apregoar, aquando das últimas eleições, que ele, por motivo de alta formação e competência, seria o candidato à altura do cargo. Pois, pois. A história relata o contrário, mas pronto. Eles continuarão no seu poleiro, e o povo, quem devia ordenar, é quem mais sofre.

Sempre ouvi a minha mãe queixar-se do preço do peixe, principalmente do fresco. É verdade que é mais caro, mas existem sempre opções mais económicas. Do último fim de semana, comprei 1 kg de carapauzinhos e 1 kg de sardinha, por 2,50€ o preço do kg; comprei ainda uma dourada, que me ficou a 4€. Mas, estes carapaus, foram comprados na peixaria do Continente à cerca de duas semanas, e foram o jantar de terça feira.


Ingredientes:
- 2 carapaus;
- sal, limão e ervas aromáticas;
Para o molho à espanhola:
- 1 cebola;
- 6 colheres de sopa de azeite;
- 1 colher de chá de colorau;
- ervas aromáticas.
(não coloquei: alho, sal, pimenta, vinagre e água)

Modo de preparação:
1 - Amanhado o peixe, tempere-o com sal. Na "barriga" coloque rodelas de limão e ervas aromáticas (salsa e coentros).
2 - Leve a grelhar, no grelhador previamente aquecido. Grelhe dos dois lados por 10 minutos cada.
3 - Prepare o molho à espanhola, colocando numa tigela o azeite, a cebola picada e as ervas aromáticas (fiz uma versão simples, mas igualmente deliciosa).
Acompanhámos com batata cozida e salada de alface.

Espero que tenham gostado! A próxima receita, vai ser mais um aproveitamento! E mais uma receita de peixe!

BOM FIM DE SEMANA!

quinta-feira, 25 de abril de 2013

Continuando a esvaziar o congelador parte 2! (Moelas)

Continuo com a missão de esvaziar o congelador, principalmente no que a carne diz respeito, por isso, e como havia adiantado, não estranhem as ementas. Este foi o jantar de segunda. Missão cumprida: acabaram as moelas que estavam a ocupar espaço. Como é que elas apareceram no congelador? Passo a explicar, costumava (sim, porque a partir deste mês acabou-se) comprar no talho (que suponha de confiança) o saco económico. Era qualquer coisa como 10 kg de carne por 30€. Feitas as contas ao que costumava gastar mensalmente, concluí que pouparia cerca de 10€, e não estou a contabilizar o combustível. Claro que o senhor talhante tem de ter o seu lucro, tendo admitido que acrescentar os miúdos, moelas e fígado, era a sua forma de o conseguir. Com os miúdos lá iam saindo algumas canjinhas que sabiam mesmo bem. Com as moelas, lá fui preparando o prato típico e que é do agrado de muitos. Mas, são coisas que cansam e que não são muito aconselháveis para diversificar. Será que caril de moelas existe? Bom, adiante. Comecei a chatear-me com o senhor do talho, porque quando fazíamos a encomenda, indo apenas à loja recolher, encontrávamos alguma surpresa que não era suposto estar incluída no saco, caso dos fígados. Entretanto, a gota de água, foi a última compra. A encomenda foi feita com a devida antecedência, foi tudo muito bem combinado. Mas, o saco foi entregue na casa da minha mãe e nem imaginam como fiquei furiosa quando percebi que a carne não estava tão fresca como habitualmente. Resumindo, fui enormemente enganada. A solução? Muito simples. Não volto a comprar no mesmo talho. Porque era cliente frequente em conjunto com a mãe. Porque sempre recomendei. Porque me desiludiu. 

E pronto, estou feliz e contente por já ter riscado da lista as tais das moelas! 


Ingredientes para 4 pessoas:
- 1 kg de moelas;
- massa de pimentão;
- 1 cebola;
- azeite;
- 1 colher de sobremesa de colorau;
- 1 colher de sobremesa de piri-piri;
- 1 colher de sobremesa de oregãos;
- 1 colher de sobremesa de ervas de provence;
- 30 gr de vinho do porto;
- picles, salsa e azeitonas q.b.

Modo de preparação:
1 - Lave e limpe as moelas de gorduras (felizmente tinham muito pouca). Corte-as a gosto. Deixe a marinar temperada com a massa de pimentão.
2 - Prepare o refogado. Adicione as moelas e deixe cozinhar. Vá mexendo. 
3 - Acrescente o vinho do porto e rectifique o tempero com o colorau, o piri-piri, os oregãos e as ervas de provence. 
(O tempo total da cozedura deve ter chegado aos 30 minutos).
4 - Polvilhe com azeitonas, picles e salsa picada.


Acompanhámos com salada de alface e tomate e batatas fritas de pacote (juro que comi pouquinhas) e uma cervejinha fresquinha.

Quando acompanhar alguma comida com batatas fritas de pacote, não leve o pacote para a mesa, deite algumas sobre o prato. Reduzirá o seu consumo!

O S. ainda torceu o nariz: "O quê? Vamos jantar um petisco? Vou ficar com fome". Eu: "Tens caldo verde no frigorífico!".

Conversa puxa conversa e comemos quase tudo! (Gordos)

Espero que tenham gostado! A próxima receita não é propriamente um aproveitamento, mas ajudou a esvaziar mais um bocadinho!

Bom feriado!

terça-feira, 23 de abril de 2013

Carne de porco à alentejana, versão quase vegetariana!

As próximas semanas serão de preparar refeições com o que resta no congelador. Por isso, não estranhem se aparecerem por aqui receitas ligeiramente diferentes. Também, nas próximas semanas, ou até ver, as receitas serão melhoradas com legumes. Foi o que aconteceu com esta receita improvisada e inspirada na receita tradicional de carne de porco à alentejana. As diferenças são evidentes, mas a inspiração tem de vir de algum lado.


Ingredientes para 3-4 pessoas: 
- 200 gr de rojões;
- 500 gr de berbigão;
- brócolos;
- 1/2 cebola;
- 1 tomate pelado;
- 2 dentes de alho;
- 5 batatas tamanho médio;
- azeite, sal e salsa q.b.

Modo de preparação:
1 - Descongelado o berbigão, passe-o por diferentes águas para retirar a areia (convém que seja de um dia para o outro; ou, ao longo do dia até preparar a refeição, mudei umas três vezes durante a tarde, mas mesmo assim senti alguma areia).
2 - Tempere a carne (cortada em pedaços a gosto) com sumo de limão, sal, colorau e alho e deixe ficar a marinar.
3 - Coza os brócolos em água fervente (não precisa cozer demasiado. Cozi a vapor na bimby, aproveitando a preparação da sopa)
4 - Coloque o tomate (corte uma cruz) num recipiente de vidro, e deite sobre ele água fervente para pelar.
5 - Frite as batatas, cortadas em cubos.
6 - Numa frigideira anti-aderente deite 2 a 3 colheres de sopa de azeite e, aquecido o azeite, acrescente dois dentes de alho. Deite depois os brócolos escorridos. Deixe cozinhar durante aproximadamente 5 minutos, vá sacudindo a frigideira. Reserve.
7 - Numa panela, prepare o refogado. Acrescente a carne e deixe alourar. Adicione o berbigão e deixe cozinhar.
8 - Adicione o tomate pelado e cortado a gosto na panela. Assim que o berbigão tenha aberto, acrescente as batatas e a couve. Polvilhe com salsa picada e sirva.

O S. não é grande apreciador de vegetais, mas comeu os brócolos! 

Espero que gostem!

sexta-feira, 19 de abril de 2013

Crepes de frango

Mais uma semana está a terminar. Para quem é dona de casa, por norma, o fim de semana é sinónimo de limpar a casa e fazer algumas compras. Será o meu caso. Tinha nos meus planos fazer as limpezas ontem, mas, para não variar, distraí-me com outras coisas... Optei por cortar o pelo ao Zeca e dar-lhe um banho. Até teve direito a óleo de argão para amaciar e hidratar. E, depois de algumas horas de SPA caseiro, o meu cãozinho ficou assim, lindo e fofinho!


Esta semana, e num misto de inspiração depois de folhear o livro da Nigella, preparei crepes que recheei com frango. Na minha opinião, é uma excelente sugestão para levar para o trabalho e para um passeio, e até para a praia! 


Ingredientes para 2:
Para os crepes (In Receitas de Sucesso Nº 14, especial gelados):
- 125 gr de farinha;
- 1 ovo;
- 1 gema (não usei);
- 2,5 dl de leite (não usei toda a quantidade);
- pitada de sal;
- queijo parmesão ralado (não é sugerido na receita);
- ervas de provence (+/- 1 colher de sobremesa) (não é sugerido na receita).

Para o recheio:
- 1/2 frango cozido (deixe a água ferver, acrescente o frango limpo de pele, o sal, uma casca de limão e ervas aromáticas a gosto. Eu, optei por uns raminhos de salsa e coentros);
- 2 tomates pelados;
- milho cozido;
- 3 a 4 folhas de alface lavada e ripada.
- maionese (estou a usar de iogurte)

Modo de preparação:
1 - Enquanto o frango coze, prepare os crepes. Mas certifique-se de que tem o tomate pelado já cortado em pequeno pedaços e a alface lavada e ripada. Assim, terminando os crepes e a cozedura do frango, é só empratar os crepes.




2 - Misture a farinha com o ovo, a gema, o queijo, as ervas aromáticas, o sal e o leite, até obter uma massa homogénea. 


3 - Aqueça a frigideira e unte-a com óleo.
4 - Verta um pouco da massa (1 concha de sopa, tamanho grande; ou, 2 tamanho pequeno) e deixe cozinhar. 
5- Vire depois para ficar bem passado também do outro lado. Repita a operação até acabar a massa. (Fiz 4 crepes).


Sobre o crepe aberto, no centro, coloque um pouco de alface, tomate, milho e frango, deite um pouco de maionese e feche o crepe. Repita até ter todos os crepes preparados. A bata frita acompanha muito bem! ;)




Espero que gostem!

Votos de um fim de semana cheio de sol!

terça-feira, 16 de abril de 2013

Suspiro de morango

Finalmente somos brindados com sol! Hoje, ao contrário dos últimos dias, sinto-me com muito mais energia. Talvez isso se deva ao facto de, ultimamente, andar a conviver demasiado com os amigos. Ora janto na casa de uma amiga, ora é a minha vez de receber. Por isso, o próximo fim de semana já foi declarado como sendo de descanso. Quero esticar-me na areia a apanhar banhos de sol! 

Agora tenho aproveitado as manhãs de sábado para ir ao mercado. No que passou, fui ao mais perto de casa e, além de fruta e de um pãozinho maravilhoso, comprei peixinho!


Do fim de semana, em que contámos com a I. e o P. para jantar, fica a sugestão da sobremesa! 

Ingredientes para 4:
- 8 suspiros tamanho médio;
- 3 iogurtes gregos frutos silvestres (usei marca continente);
- 10 morangos reduzidos a fatias;
- 3 a 4 colheres de sopa de doce de morango.

Modo de preparação:
1 - Lave os morangos, corte-os e reserve. 
2 - Disponha 2 suspiros por prato e esmague com uma colher.
3 - Deite 2 a 3 colheres de sopa de iogurte sobre os suspiros.
4 - Leve o doce de morango ao lume e acrescente os morangos. Deixe ficar ao lume até o doce começar a ficar menos espesso. (aproximadamente 1 minuto).
5 - Deite sobre o iogurte o preparado do doce com os morangos.

Podem acrescentar amêndoa laminada mas, para mim, ficou perfeito assim!

Sirva e delicie-se! 

sexta-feira, 12 de abril de 2013

Feijoada

A minha mãe acha que eu sei cozinhar muito bem, tendo-a ultrapassado na cozinha. Não concordo. A comida da mãe é sempre a melhor, pelo menos na generalidade dos casos. Eu respondi que só me veria uma verdadeira cozinheira (amadora) depois de preparar uma bela feijoada e um cozido à portuguesa. 

A feijoada já está! Agora, só me falta o cozido. Para mim, preparar feijoada era demasiado complicado. Talvez porque sempre que a mãe prepara, o resultado é muito tacho por lavar.

Antes de ir buscar o avô para almoçar connosco no domingo passado, preparei o leite creme na bimby. Depois, preparei, também na bimby, arroz branco. O feijão cozeu na panela de pressão, tendo aproveitado para cozer a vapor duas coxas+perna de frango. Enquanto o feijão ficou a cozer sob a supervisão do marido, fui buscar o avô. Quando regressámos, foi só preparar uma limonada na bimby e terminar de preparar o almoço.


Ingredientes para 6 (In livro base da Bimby pg. 106):
- 800 gr de couve lombarda;
- 150 gr de cebola;
- 2 dentes de alho;
- 150 gr de cenoura;
- 150 gr de tomate;
- 70 gr de azeite (adicionei entre 10 a 20 gr);
- 100 gr de bacon (não adicionei);
- 150 gr de vinho branco (o tal ingrediente que esqueço sempre de comprar, substitui por cerca de 50 gr de vinho do porto);
- 100 gr de entremeada (usei cerca de 300 gr, tendo-a limpo da parte mais gorda e dos ossos);
- 250 gr de entrecosto (optei pelo frango, usei 2 coxas + 2 pernas);
- 1 folha de louro;
- 2 caldos de legumes ou sal;
- 250 gr de água (metade desta quantidade foi caldo da cozedura do feijão);
- 1 malagueta;
-1 farinheira;
- 1/2chouriço de carne (não usei);
- 1/2 chouriço de sangue (não usei);
- 2 latas de feijão de manteiga (adicionei 3 chávenas de chá mal cheias).


Modo de preparação:
1 - Coloque no copo a cebola, os alhos, a cenoura, o tomate, o azeite e programe 5 seg / vel 5, e de seguida 20 seg / vel 7.

2 - Refogue 5 min / varoma / vel 2.

3 - Adicione o bacon, o vinho e programe 3 min / 100º / vel 2.

4 - Junte a entremeada, o entrecosto em pedaços pequenos, a folha de louro, os caldos, 150 gr de água, a malagueta, a varoma com a couve (não a escaldei, foi lavada e cortei um pouco da grossura do caule), on enchidos (limitei-me à farinheira) e programe 25 min / varoma / lâmina inversa / vel colher.

5 - Coloque a couve na travessa de servir, com a farinheira cortada em rodelas. Reserve.

6 - No copo coloque os chouriços cortados, o feijão escorrido (e no meu caso, o frango desfiado), o restante de água (lembre-se do caldo da cozedura do feijão, ficam os sabores mais apurados) e programe 8 min / 100º / lâmina inversa / velocidade colher. 

7 - Deite a feijoada por cima da couve e da farinheira. Retire a folha de louro e a malagueta. Sirva bem quente.

O avô gostou. O marido também. E eu, fiquei contente com a prestação da bimby. Loiça por lavar? A panela de pressão e a panela da bimby! :)

O leite creme foi polvilhado com canela.



Espero que gostem da sugestão!

quinta-feira, 11 de abril de 2013

Mousse de chocolate instantânea

Ultimamente tenho-me sentido muito cansada. Acho que é deste tempo cinzento que insiste em não nos abandonar. E pronto, assim se passa uma semana. Tenho uma  série de tarefas atrasadas, mas suspeito que vou empurrar para amanhã... 

Tenho de comentar a receita da Nigella, a sua maravilhosa mousse de chocolate instantânea, perfeita para satisfazer aqueles momentos do mês em que nós mulheres, de tão gulosas que andamos, quase engolimos o frigorífico! 

Ingredientes para 4 porções (varia consoante o tamanho das taças usadas):
- 150 gr de marshmallows; 
- 50 gr de manteiga;
- 250 gr de chocolate preto (70% cacau);
- 60 ml de água fervida;
- 1 pacote de natas;
- 1 colher de café de extracto de baunilha.

Modo de preparação:
Ferva a água e reserve. Leve uma panela ao lume com os marshmallows  o chocolate e a água fervida. Vá mexendo até derreter. Reserve.



Bata as natas e quando começarem a ficar ligeiramente espessas acrescente o extracto de baunilha.


Misture no preparado do chocolate arrefecido.

Leve ao frigorífico. Convém preparar com alguma antecedência.

É uma delícia! E, a prová-lo, aqui fica a taça do sogro:


Espero que gostem! Bom apetite! 

sexta-feira, 5 de abril de 2013

A salada do Jamie Oliver e o jantar de inauguração

Na quarta foi dia de inauguração oficial da casa nova! Não podíamos falhar com este evento, que foi uma espécie de agradecimento pelo apoio dos pais do S. na mudança de casa. Para tentar variar um bocadinho ao caos dos últimos jantares, preparei tudo com tempo. Concluo que correu  melhor que os jantares anteriores e, estou certa de que com a prática chegarei à perfeição!

A ementa escolhida foi:
Entrada - Salada de Natal da Fifteen (In Cozinhar com Jamie Oliver, pág. 44);
Prato principal - Pappardelle com ragú de almondegâs pequenas (In Cozinhar com Jamie Oliver, pág. 92) (receita editada aqui);
Sobremesa - Mousse de chocolate instantânea (In Na cozinha com Nigella, pág. 159).

Mas, hoje ficamos com a receita da salada, que apesar de ter o natal no nome, para mim, é uma salada primaveril!



Ingredientes (para 4): 
- 4 bolas mozzarella de búfala;
- sal marinho, pimenta preta acabada de moer;
- 1 limão;
- 4 clementinas (usei tangerinas);
- 2 punhados de rúcula;
- 1 radicchio (não usei);
- 1 ramo pequeno de menta;
- azeite e sumo de limão q.b.;
- 1 mão cheia de queijo parmesão ralado;
- 4 fatias de presunto;
- vinagre balsâmico.

Modo de preparação:
1 - Comece por descascar as clementinas, cortar em fatias de 0,5 cm e descaroçar.

2 - Disponha os pratos na bancada de trabalho e desfaça 1 bola de mozzarella em cada um (usei apenas metade). Polvilhe com sal e pimenta e rale por cima a raspa do limão.

3 - Coloque as rodelas da clementina (1 por prato) sobre o mazzarella.


4 - Numa taça, envolva a rúcula, o radicchio (não usei) e a menta num pouco de tempero (temperei a olho com algumas gotas de sumo de limão e com azeite). Reserve algumas folhas de menta para servir.

5 - Na tábua de corte, estenda as fatias de presunto e use-a para embrulhar um quarto das folhas temperadas.

6 - Coloque cada embrulho sobre cada prato, em cima das rodelas de clementina. Sirva com raspa de parmesão, folhas de menta e um pouco de vinagre balsâmico.

Uma delícia! Gostei e repetirei. Podemos substituir a fruta sugerida por pêssego (que deve combinar maravilhosamente), figo ou pêra.

NOTA: Clique aqui para saber o que é radicchio.

Bom apetite!




quarta-feira, 3 de abril de 2013

Bifes de peru com cogumelos e molho de natas

Quem não gosta de frango de churrasco? Daquele bem suculento? Era para ser o jantar de ontem, mas a churrasqueira continua fechada. Por isso, não tive outra solução que ir ao super aqui da zona e comprar uns bifes de peru. Depois de ver a receita da Sandra, fiquei com uma enorme vontade de comer cogumelos envoltos num maravilhoso molho de natas. 


Ingredientes para 2 pessoas:
- 2 bifes de peru:
- 100 gr de cogumelos frescos;
- manteiga q.b.;
- 100 ml de natas;
- sal e pimenta q.b.

Modo de preparação:
1 - Pré aqueça a frigideira e derreta duas colheres de sopa de manteiga. Adicione os cogumelos lavados e laminados. Deixe-os cozinhar até largarem toda a água, e esta tiver evaporado. Reserve-os.

2 - Coloque os bifes na frigideira quente e deixe cozinhar. Vá adicionando pequenas nozes de manteiga. Depois de cozinhados, reserve-os.

3 - Lave a frigideira e volte a levá-la ao lume. Derreta duas colheres de sopa de manteiga. Acrescente os bifes, os cogumelos e as natas. Tempere com pitada de sal e pimenta (eu esqueci-me de  temperar, mas ficou igualmente saboroso) e deixe cozinhar por 2-3 minutos.

Acompanhe com uma salada de tomate temperada com ervas aromáticas, vinagre balsâmico e um fio de azeite. (As batatas fritas marcaram presença, mas ninguém precisa de saber!)

Bom apetite!


terça-feira, 2 de abril de 2013

A sopinha do conforto e uma maçã cozida a vapor

Finalmente entrámos nos eixos e isso, até na preparação das refeições se começa a perceber. Enquanto não tivemos as coisas ordenadas, a ementa era decidida no dia, com produtos comprados no dia. Claro que prefiro consumir alimentos frescos, mas ter de despender do meu tempo para fazer compras diariamente, estava a revelar-se cansativo. É raro cozinhar ao almoço, por norma aqueço qualquer coisa, mas quando não tenho nada preparado, nada melhor que fazer uma sopa.

 Ingredientes para a sopa (4-6 porções):
- 1 courgette;
- 250 gr de abóbora;
- 1 batata doce (tam pequeno);
- 1/2 cebola (tam médio);
- 1 dente de alho;
- 500 gr de água:
- 5 gr de sal;
- 10 gr de azeite.

Modo de preparação:
1 - Coloque o azeite, a cebola e o alho no copo. Triture 5 seg/vel 5. Com a espátula empurre o que fica nas paredes do copo para baixo. Para refogar marque varoma / 5 min / vel 1. 
2 - Acrescente a courgette, a abóbora, a batata e a água. Os ingredientes devem estar descascados, limpos de sementes e lavados. Tempere com sal. Marque varoma / 20 min / lâmina inversa / vel 1. 
3 - No tabuleiro da varoma coloque o grão (o que utilizei tinha sido cozido e congelado) e os grelos escolhidos e lavados.
4 - Antes de triturar, reserve um pouco do líquido. Para triturar a sopa avance progressivamente vel 3 / vel 5 / vel 7 (normalmente deixo ficar 10 seg em cada velocidade). Se estiver muito espessa adicione um pouco do caldo reservado até estar a gosto. 
5 - Acrescente o grão e os grelos e sirva a sopa quentinha!

Ingredientes para a maçã reineta:
- 6 maças reineta;
- 3 paus de canela;
- canela em pó;
- açúcar;
- papel vegetal.

Modo de preparação:
1 - Retire o caroço da fruta e reserve-a;
2 - Humedeça metade do papel vegetal e coloque-o na base da varoma.
3 - Deite as maças sobre o papel vegetal e, no centro de cada uma, coloque 1/2 pau de canela. Polvilhe-as com a canela em pó e o açúcar.
4 - Com a outra metade do papel vegetal humedecido, tape as maçãs.
5 - Deixe cozer a vapor por 40 min. (20 foram aproveitados para preparar a sopa).


Espero que tenham gostado!