segunda-feira, 24 de junho de 2013

Relatos bimbólicos - Bacalhau cozido com batata e legumes

Sei que não é propriamente a ementa perfeita para um dia quente de verão, mas estava a apetecer-me! 
Este, é mais um relato a provar que a máquina vale cada cêntimo. Para acabar de vez com o mito de que a máquina é só para quem não sabe cozinhar, e sem querer ofender, duvido que quem não perceba, se lembre de cozer na panela as batatas e a cenoura e, na varoma, as couves e o bacalhau em papelote. 

1 - Coloque no copo cerca de 1 lt de água e 5 gr de sal.
2 - Lave e corte a couve, dispondo-a na varoma. Embrulhe cada posta em papel vegetal ligeiramente humedecido.
3 - Programe: varoma/ 10 minutos /vel 1.
4 - Descasque, corte e lave as batatas e cenoura. Com os legumes no cesto, coloque-o na panela.
5 - Volte a colocar a varoma e marque: varoma/ 15 minutos/ vel 1. (terminado o tempo, retire a varoma e certifique-se de que as batatas estão cozidas)

 Emprate, regando generosamente com azeite e polvilhando sobre o bacalhau um dente de alho bem picado!

Tempo total de preparação: 30 minutos. Poupança na água da cozedura? Sim. Poupança de energia? Sim.

Então? Ainda acham que é só para quem não perceba nada de cozinha?

Espero que tenham gostado!

quinta-feira, 20 de junho de 2013

Relatos bimbólicos!

Há algum tempo que não fazia relatos bimbólicos! Daqueles em que sou a primeira a ficar impressionada com a utilização que posso fazer. Tenho de partilhar pois, depois de ter comentado com uma amiga, que tem outra amiga com bimby, percebi que tal como eu, existem muitas pessoas que podiam explorar melhor o investimento que fizeram.

Antes disso, tenho de comentar uma situação, a propósito de agora apenas usar a bimby para cozinhar. O fogão que temos, foi cedido pelos sogros, e estava adaptado a gás canalizado, que não é o nosso caso. Fui a uma loja aqui da vila, daquelas que comercializam tudo o que tenha a ver com essas coisas, e deram-me o contacto do técnico que colabora com eles. Liguei no mesmo momento, pois não queria deixar para depois (para mim, deixar para depois é cair no esquecimento). O senhor fez algumas perguntas, e depois de ter percebido o tipo de fogão diz-me que vai ser difícil, mas que veria na sua agenda se teria disponibilidade no dia seguinte, como eu havia pedido, e ligaria de volta para acertar pormenores. Até hoje meus amigos, até hoje estou à espera da chamada! Ah e tal que em Portugal não há trabalho (daqui excluo os verdadeiros e desesperantes casos de pessoas que querem e não conseguem absolutamente nada, depois de uma busca incessante). Pois.


Adiante! Esta experiência bimbólica aconteceu na véspera de regressar ao serviço, depois de uma semana de descanso (garanto que só nesta semana de férias é que percebi como estava psicologicamente cansada). Queria comer uma sopinha. Tinha cozido feijão para o almoço. Cozi em excesso para ir consumindo em refeições futuras. Lembrei-me de fazer uma sopa com uma base básica, adicionando parte do feijão e arroz cozido, que aproveitaria para o almoço do marido. Pus a sopa a fazer na panela. Na varoma, coloquei um pirex com o arroz e a água temperada com sal. No outro cesto da varoma, coloquei uma folha de papel vegetal humedecido que cortei para que não tapasse totalmente os buracos laterais, e deitei os ovos mexidos com a cebola picada, o frango desfiado, ervas aromáticas e sal. Para que a omolete cozesse totalmente, demorei 30 minutos nesta aventura. O arroz deve ser retirado entre os 22-25 minutos, senão empapa. A sopa não deve conter pingo de gordura, caso contrário são uns 15 minutos que temos a gordura a ferver. Eu, fiquei maravilhada com a experiência. A omolete fica esponjosa. Uma delícia.

Espero que tenham gostado!

sexta-feira, 14 de junho de 2013

Massa com sardinhas em tomate

Pode parecer pobre. Mas eu não quero saber. Até porque acho que se não partilhasse não seria genuína! Esta refeição resultou de um "O que faço para o meu almoço?". Já comentei que quando tenho sopa, não hesito nem um momento, abro a porta do frigorífico e sirvo-me. Mas, quando não tenho sopa parece que me sinto perdida. Num dia em que o S. teve de almoçar mais cedo, e em que preparei um bife de peru grelhado que acompanhei com massa, era certo que a massa que havia sobrado seria o meu almoço. Mas com o quê? Simples. Muito simples.


Ingredientes:
- Massa cozida para 1-2 pessoas;
- 1 lata de sardinhas;
- cebola picada;
- bróculos;
- azeite q.b.

Modo de prepação:
1 - Coza a massa. Escorra-a e reserve.
2 - (Enquanto a massa coze) Prepare o refogado. Adicione os bróculos e deixe saltear. 
3 - No prato de servir deite a massa, as sardinhas desfeitas grosseiramente com um garfo e termine com os bróculos salteados.

Fica a sugestão! :)

quinta-feira, 13 de junho de 2013

Salada de fruta com gelado

Mais uma receita simples e que permite aproveitar a fruta que está mais tocada. Mais uma receita muito saborosa. Eu gostei da combinação e acreditem que num dia de calor, daqueles que não temos à uma série de tempo, sabe muito bem!


Ingredientes para 4:
- 2 maças;
- 2 peras;
- 2 kiwis;
- 2 laranjas;
- sumo de manga (para aproveitar um resto que tínhamos)
- vinho do porto;
- gelado de morango.

Modo de preparação:
1 - Lave, descasque e descaroce a fruta. Corte a gosto e vá deitando numa tigela de servir. (Eu guardei numa tupperware com tampa, para servir a qualquer momento).
2 - Adicione o sumo de manga e o vinho do porto. Vá provando até obter um sumo a seu gosto.
3 - Deite uma bola de gelado.

Sirva fresquinho!

quarta-feira, 12 de junho de 2013

Feijão frade com atum

Esta também resultou de um enorme desejo! Juro que não me lembro da última vez que comi feijão frade com atum. E sabe tão bem! Além de saber bem, é tão fácil de preparar!


Ingredientes para 2:
- 1 lt de feijão frade (eu cozi o equivalente a 2 chávenas);
- 2 latas de atum;
- 2 ovos;
- 1/2 cebola pequena picada;
- salsa picada e azeite q.b.

Modo de preparação:
1 - Coza os ovos durante aproximadamente 10 min. Descasque e reserve.
2 - Numa taça de servir deite o feijão escorrido. Junte o atum desfeito em lascas com um garfo. Acrescente a cebola picada, o ovo cortado a gosto e a salsa picada. Regue com um bom fio de azeite. Delicie-se.

Tão simples, não é?  

segunda-feira, 10 de junho de 2013

Cannellonis recheados com frango e legumes

Ando com um enorme desejo de comer bombocas. Tão, mas tão grande, que desconfiaria que poderia estar grávida. Mas, os meus desejos não se limitam às bombocas. Fez agora uma semana que pedi aos vizinhos dos meus sogros para prepararem farófias, doce que adoro, mas daqueles que como só quando dá uma enorme vontade (como costumo dizer "tipo Mc Donald's"). Ontem, apetecia-me comer rissóis. Rissóis! Não me lembro de ter tido uma enorme vontade de salgados, exceptuando as idas ao Mc.  Cozi um bife de peru que desfiei, e que mergulhei num maravilhoso molho branco acabando por preparar mais de uma dúzia de rissóis. Mas umas bomboquinhas é que era! E o super aqui da zona não as vende... Não sei se isso é bom ou mau.

Na onda de comer coisas que me apetecem, numa vontade irreprimível, tive de preparar cannellonis.  Apetecia-me, e soube-me tão bem! 



Ingredientes para 2:
- 7 cannellonis (os que restavam na despensa);
Para o recheio:
- 2 pedaços de frango (que sobraram de uma refeição);
- 1/2 cebola pequena;
- 1 tomate;
- 150 gr de milho;
- 1 cenoura;
- azeite q.b.;
Para o molho:
- 1 colher de sopa de manteiga;
- 1 colher de sopa de amido de milho;
- 2 dl de leite;
- sal, pimenta e noz-moscada.
Para polvilhar:
- queijo da ilha S. Jorge.

Modo de preparação:
1 - Como não tenho forno, cozi a massa em água fervente por aproximadamente 5 minutos. Retire da água e reserve.
2 - Desfie o frango e reserve. Prepare o refogado e deixe a cebola cozinhar um pouco. Acrescente o tomate pelado e cortado em pequenos pedaços, a cenoura triturada, o milho e o frango. Deixe apurar e reserve.
3 - Num tacho derreta a manteiga, adicionando depois o amido de milho. Quando a manteiga tenha absorvido a farinha, acrescente o leite e misture com as varas. Mexa com a colher de pau até engrossar. Tempere com sal, pimenta e noz-moscada.
4 - Recheie os cannellonis com o preparado do frango. Cubra-os com o molho e finalize polvilhando com o queijo. 



5 - Se tem forno, leve ao forno por cerca de 20 a 30 min, ou até estar bem tostadinho. Se não tem, programe o microondas no grill e marque uns 2-5 min. Esteja atenta para não queimar.

Ainda dizem que comer sobras faz mal. Não na minha casa! Por aqui, tudo (ou quase tudo) se aproveita!

E pronto, satisfiz mais um desejo! 

sexta-feira, 7 de junho de 2013

E depois de tanta neura!

Quando ando em modo depressivo, nada melhor que fazer arrumações e limpezas. E foi o que aconteceu nestes últimos três dias. Era importante para mim que os últimos quatro dias de férias fossem apenas de descanso. Porque desde terça até ontem, a minha casa ficou assim:




O escritório estava assim:




E ficou assim:

 (Olhem o meu chão enceradinho!)


 A tralha do escritório ficou escondida na prateleira da secretária.

Esta arrumação e limpeza prolongou-se ao resto da casa! E soube-me tão bem!