quinta-feira, 27 de março de 2014

Farófias sem gema, continuam a ser farófias, certo?

Sou muito gulosa, mas não gosto dos doces demasiado doces. O Tiramisu encabeça a minha lista de preferências, mas não dispenso umas farófias. Tradicionais ou não, detesto quando sinto o sabor a ovo. Sempre pensei ser um doce complicado, que exigiria alguma técnica, mas não, nada disso, é até bastante simples de fazer!

A minha sugestão resultada da combinação das sugestões da A Toca da Formiguinha e da Filipa Gomes do Prato do Dia (24 kitchen).




Ingredientes:
- 200 gr de leite de coco;
- 300 gr de leite normal;
- 65 gr de açúcar + 4 colheres de sopa;
- 4 claras de ovos (usei claras que tinha congelado);
- sumo de 1 laranja;
- 1 pau de canela (não tinha - usei 1 colher de café de extrato de baunilha);
- casca de limão;
- 3 colheres de sopa de amido de milho;
- 2 gemas (não tinha!!! Por isso ficou um bocado branco, mas muito saboroso!);
- canela para polvilhar.

Modo de preparação:
1/ Comece por bater as claras em castelo. Ao começarem a levantar adicione, aos poucos, o sumo de laranja, seguido das 4 colheres de sopa de açúcar, deixando envolver suavemente 1 de cada vez. Reserve.
2/ Ferva os leites misturados com os 65 gr. de açúcar;
3/ Coza as claras (com o leite em lume acesso e considerando que este ferveu) (usei uma colher de sopa) e reserve. (levam muito pouco tempo, caso contrário não ficam tipo nuvem! - deixei talvez um minuto de cada lado);
4/ Filtre o leite e leve de novo ao lume. Junte o pau de canela, a casca de limão (pus três cascas de 1 limão) e adicione as 3 colheres de sopa de amido, previamente dissolvido em leite frio. Mexa até engrossar. Fora do lume, adicione as 2 gemas e envolva.
5/ Deite o preparado anterior sobre as farófias reservadas e polvilhe com canela.

(Tenho a certeza que acrescentando o açúcar e queimando-o, como sugere a formiguinha, deve ser para lá de bombástico!)

Apesar de gostar das farófias acabadinhas de fazer, acho que ficam muito melhor comidas no dia seguinte. O frio intensificou o sabor dos cítricos e da baunilha. Não ficam mal sem as gemas, mas claro que o tom amarelinho é mais agradável à visão!

Espero que gostem! Bjo

terça-feira, 25 de março de 2014

Frango salteado com batatas

Mais uma receita de aproveitamentos que ficou muito saborosa! Mais uma espécie de receita para especialistas em limpa-frigoríficos!
 
 
 
Ingredientes (para 2 pessoas):
- 1 peito de frango assado;
- 1/4 chouriço;
- 1 cebola;
- 3 batatas cozidas aos cubos;
- azeite q.b.;
- sal q.b.;
- cebola frita;
- alecrim.
 
Modo de preparação:
1/ Aqueça um fio de azeite e salteie o chouriço cortado em pequenos pedaços. Acresce a cebola e deize alourar.
2/ Adicione o frango cortado a gosto e envolva, deixando cozinhar durante uns minutos.
3/ Acrescente as batatas previamente cozidas (em água fervida temperada com sal por aproximadamente 15 minutos) e escorridas.
4/ Adicione aos poucos um pouco de caldo de legumes (usei o caldo que havia reservado da sopa anterior!), que será rapidamente absorvido, ajudando a envolver os ingredientes.
5/ Acrescente alecrim e deixe cozinhar durante alguns minutos.
6/ Sirva quente e polvilhado com cebola frita.
 
Espero que gostem! Bjo

Parece que já passou imenso tempo desde que regressámos da nossa viagem. Quando estamos fora queremos regressar e quando regressamos queremos voltar.


segunda-feira, 24 de março de 2014

Sopa de aproveitamentos

Se por vezes reconheço que tenho muito para aprender no que toca a culinária, também tenho de admitir que por vezes faço umas comidinhas muito boas! Foi o caso desta sopa que serviu para acabar com restos de cebola e de couve portuguesa.


Ingredientes:
- 3 batatas;
- 1 cebola pequena;
- 1 dente de alho;
- 2 folhas de couve portuguesa;
- 1/2 bife de perú;
- 1 colher de sobremesa de sal;
- 1 litro de água (basta que cubra os ingredientes e um pouco mais);
- 1 ovo cozido;
- folhas de hortelã.
 
Modo de preparação:
1/ Coloque todos os ingredientes na bimby com exceção do ovo e da hortelã. Marque 25 min/ Varoma / lâmina inversa / Vel colher.
2/ Passado o tempo de cozedura, retire um pouco do caldo e reserve. Triture a sopa e se estiver demasiado espessa, vá acrescentando aos poucos o caldo reservado. (Triturar: vel 3-5-7, progressivamente, durante 1 minuto).
3/ Guarneça a sopa com um ovo cozido (2 pessoas) e algumas folhas de hortelã.
 
Não acrescentei azeite, mas podia ter guarnecido a sopa com algumas gotas.
 
Espero que gostem! Bjo

quarta-feira, 19 de março de 2014

A tarte de amêndoa da Felismina

Ao longo dos 3 anos que escrevo no meu blogue foram algumas as caras que apareceram e que continuam a partilhar sugestões, assim como as que deixaram de escrever, ou criaram outros espaços de escrita. A Felismina é uma menina simpática, que gostei de conhecer e que nos brindou com muitas sugestões, esta é uma delas. Em jeito de homenagem a todos os escritores da blogosfera, deixo a sua receita de tarte de amêndoa




Ingredientes (para 4 pessoas):
- 1 placa de massa folhada;
- 2 ovos;
- 100 gr de farinha de amêndoa;
- 60 gr de açúcar;
- 40 gr de margarina.
- Açúcar em pó q.b.
(Reduzi a receita para metade, pois só tinha 2 ovos!)

Modo de preparação:
1/ Comece por derreter a manteiga em banho-maria, ou no microondas. Reserve.
2/ Forre as formas (ou tarteira) com a massa folhada.
3/ Misture os ovos com o açúcar, junte a manteiga derretida e por fim a farinha de amêndoa (como sugere a Felismina, se tiver amêndoas é só triturar!).
4/ Envolva tudo muito bem e deite nas formas (ou tarteira). 


5/ Leve ao forno a 180º C até ficarem douradinhas e a massa folhada estiver cozida. Deixe arrefecer e polvilhe com açúcar em pó.

Espero que gostem! Bjo

terça-feira, 18 de março de 2014

Lasanha com beringela

Ena! Duas receitas seguidinhas! É verdade, não consegui resistir! Esta sugestão vi num programa de culinária, mas não me perguntem o canal ou o chef, pois não me lembro. É que por norma o meu zapping é assim: 1- Começo pelo canal 1 e corro os canais até ao da Sic Mulher; 2 - Salto para o 101 para cuscar o que se passa no E!; 3- Seguidamente corro os canais até ao 24 Kitchen. Entre o E! e o 24 encontro canais relacionados com coisas de gaja: ou decoração, ou culinária, ou moda. E foi entre um destes maravilhosos zappings que vi esta sugestão que além de me deixar com água na boca deixou-me muito curiosa!


Ingredientes (para 4):
- Molho de tomate;
- 300 gr de carne picada (usei de porco);
       * 1 cebola pequena;
       * 1 dente de alho;
       * 1 tomate;
       * vinho branco;
- 2 beringelas;
       * farinha;
       * ovo;
       * pão ralado;
       * óleo.
- 8 folhas de lasanha;
- queijo parmesão;
- queijo mozarella.


Modo de preparação:
1/ Comece por lavar e cortar em fatias largas (+/- 1 cm de largura) a beringela. Reserve-a num passador e polvilhada com sal grosso para que liberte a água, o que fará com que ao fritar a beringela não fique mole.
2/ Faça o refogado com a cebola picada, juntando depois o alho picado (costumo usar um ralador fininho, mas existe um instrumento próprio para o efeito). Junte o tomate pelado e cortado em pequenos pedaços. Deixe cozinhar, juntando depois a carne e regando com um pouco de vinho branco. Deixe cozinhar durante cerca de 20 minutos. Reserve.
3/ Use folhas de lasanha pré-cozinhadas, ou coza-as em água fervente com um pouco de azeite (por exemplo, com o Jamie Oliver aprendi a não colocar qualquer gordura na cozedura da massa, mas na lasanha já aprendi que é o melhor, caso contrário, mesmo que vá mexendo, a massa cola dificultando o nosso trabalho) durante uns 5 minutos. Reserve num tabuleiro, separando as folhas por níveis com folha de alumínio ou papel vegetal.
4/ Passe as rodelas de beringela por farinha, ovo e pão ralado misturado com queijo parmesão (não usei, pois não tinha). Frite em óleo quente.

5/ Num tabuleiro de ir ao forno faça camadas de:
     -> molho de tomate;
     -> carne picada;
     -> beringela;
     -> queijo parmesão e mozarella;
     -> lasanha
e repita até terminar com a lasanha por cima, regando com molho de tomate e nova camada de queijo.



6/ Leve ao forno pré-aquecido durante 20 minutos ou até tostar.


Como ainda ando nas minhas aventuras com o forno, pré-aqueci muito bem (antes de fritar a beringela) e ao colocar o pirex marquei 20 minutos e não deixei ficar nem mais um minuto. Eu adorei a receita, já o S. torceu o nariz por causa da beringela!

Espero que gostem! Bjo


segunda-feira, 17 de março de 2014

Bacalhau assado no forno

Não sei porque insisto em comprar as revistas das lojas Pingo Doce e Continente. Olhando para a minha preciosa estante de livros e revistas de culinária sei que nem metade das receitas foram já experimentadas por mim. Costumo dizer que sou uma amadora na cozinha e garanto que conto pelos dedos as receitas que faço sem ter uma fonte de inspiração. Não sou daquelas mulheres que passaram metade da vida partilhando a cozinha com a mãe e/ou com a avó, com quem tiveram a oportunidade de aprender tudo ou quase tudo o que sabem. O meu interesse pela cozinha nasceu quando comecei a ter de cozinhar todos os dias, pois até então era mais uma obrigação que um momento aprazível. Isto para comentar o maravilhoso bacalhau que cozinhei por consulta de uma sugestão que vem no livro Cozinha Tradicional Portuguesa da Maria de Lurdes Modesto, página 14.




Ingredientes ( 2 pessoas):
- 2 postas de bacalhau;
- 5 dl de leite;
- 2 dentes de alho;
- 2 cebolas;
- 1 ramo de salsa;
- 4 dl de azeite;
- sal;
- pimenta;
- presunto.

Modo de preparação:
1/ Lave muito bem o bacalhau e leve a demolhar em água com limão cortado às rodelas (saltei esta parte pois já o havia demolhado e congelado);
2/ Leve o leite ao lume com o bacalhau e deixe levantar fervura, passando depois por água fria. 
3/ Coloque o bacalhau numa assadeira de barro e tempere com pimenta e sal se necessário (não usei nenhum dos temperos). Junte os dentes de alho e as cebolas cortadas, a salsa (esqueci) e o azeite de forma a cobrir bem o bacalhau (coloquei o azeite no fundo, regando as postas).
4/ A receita não sugere, mas eu coloquei por cima do bacalhau fatias de presunto.
5/ Coloque as batatas cortadas às rodelas e regadas com o mesmo azeite (fiz à parte e coloquei mais cedo no forno, pois achei que demorariam mais tempo).
6/ Deixe a cozinhar por cerca de 20 minutos em lume forte.

Tendo cozinhado as batatas à parte, descasquei lavei e cortei em rodelas largas coloquei na púcara com bastante azeite, tomate, cebola, uma folha de louro e sal. Deixei cozinhar por cerca de 40 minutos (ou seja, 20 minutos depois de colocar as batatas, coloquei o tabuleiro com o bacalhau que demorou outros 20 minutos).

De acordo com o livro esta receita é típica de Entre o Douro e Minho.

Espero que gostem! Bjo